Ofertas JP Arte Info, Click e Confira!

 

Confira Nossos Novos Produtos! Preços Super Especiais para Você!

                   Clique na foto e Veja nossos Preços!

 

                                      

 

Curta Nossa Fan Page no Facebook, click em

 

Renato Oliveira
Diretor Executivo
jparteinfo@gmail.com

Rua Almirante Calheiros da Graça, 16
Méier - Rio de Janeiro - RJ
Tel. RJ (21) 3251-8440 | Cel.
217497-8595 / 216957-0344 / 217917-7807 / 217894-6218 / ID: 929*28805
      

 

 

JP Arte Info a Solução para seus Computadores!

Curta Nossa FanPage no Facebook, click em

 

 

Oferta JP Arte Info: PlayStation 3 160GB Slim (CECH-3011A) - BOX Apenas R$850,00

 

 

 

PlayStation 3 160GB Slim (CECH-3011A) - BOX  R$ 850,00

                                                                                     Click AQUI e Confira nossa Oferta!

 

Curta Nossa FanPage no Facebook, click em

Dica JP Arte Info: Câmera Digital HD New Link 15,2 Megapixel

Olá a JP Arte Info está com uma super oferta, Confira!

Foto

Título

Preço

Câmera Digital HD New Link 15,2 Megapixel

R$ 250

ver anúncio

 


Curta nossa fan page no facebook

https://www.facebook.com/JpArteInfo/app_160291820682178

 

Confira JP Arte Info

facebook
4 pessoas curtiram isso

Confira JP Arte Info


Olá,

JP Arte Info está convidando você para participar do Facebook.

Uma vez que estiver participando, você poderá se conectar à Página JP Arte Info, juntamente com as pessoas e outras coisas que lhe interessam.

Obrigado
JP Arte Info

Join Facebook
View This Page
Essa mensagem foi enviada para reportagemgpln.albetiza@blogger.com. Caso não queira mais receber e-mails do Facebook, clique em: cancelar inscrição
Facebook, Inc. Attention: Department 415 P.O Box 10005 Palo Alto CA 94303

CLUB DE REGATAS VASCO DA GAMA COMPLETA 113 ANOS

Parabéns meu Vascão pelos 113 anos de Glorias, lutas e Vitórias! 

São os Votos do JV.

Fla dá adeus à invencibilidade de forma melancólica: Atlético-GO 4 a 1


Time carioca perde no Engenhão a sua primeira partida em 17 jogos pelo Campeonato Brasileiro, e goiano se afasta da zona do rebaixamento

Por GLOBOESPORTE.COMRio de Janeiro
Numa noite em que deu tudo errado para o Flamengo e tudo certo para o Atlético-GO, caiu o último invicto do Brasileirão 2011. Com inteligência, eficiência e todos os méritos, o Dragão, que ocupava apenas a 15ª colocação quando entrou em campo, derrotou o vice-líder com facilidade, por 4 a 1, e ficou mais longe da zona do rebaixamento. O time carioca, completamente atordoado no esquema com três zagueiros - entre eles o estreante Alex Silva - perdeu sua invencibilidade de 16 jogos no campeonato de maneira surpreendente e melancólica, nesta quinta-feira, no Engenhão, pela 17ª rodada. O público foi de 7.649 pagantes (10.278 presentes), que proporcionaram uma renda de R$ 203.440,00.
A vitória levou o time goiano, que vinha de vitória sobre o Santos, para 19 pontos. O carioca, que sofreu sua segunda derrota na temporada (a outra foi para o Ceará, também no Engenhão, pela Copa do Brasil), ficou nos 34, três atrás do líder Corinthians, que ainda soma duas vitórias a mais (11 contra nove). A próxima partida do Flamengo será contra o Inter, domingo, às 16h (de Brasília), no Beira-Rio. O time terá os retornos de Ronaldinho Gaúcho e Renato, que cumpriram suspensão automática. Já o Atlético-GO recebe no mesmo horário, no Serra Dourada, o outro gaúcho, o Grêmio.
thiago neves flamengo x atlético-go (Foto: Alexandre Cassiano/Globo)Retrato do Fla nesta quinta: Thiago Neves desolado no gramado (Foto: Alexandre Cassiano/Globo)
Com time mal escalado, Fla leva dois gols no primeiro tempo
Como era de se supor, com a escalação de três zagueiros (o estreante Alex Silva entre Wellinton e Ronaldo Angelim), dois volantes (Airton e Willians) e apenas um atacante (Deivid), o Flamengo teve imensas dificuldades para furar o bloqueio defensivo do Atlético-GO. A ideia de liberar os laterais para atuarem como alas só funcionou um pouco com Léo Moura no início e com Junior Cesar na parte final do primeiro tempo. No entanto, de que adianta ter jogadas pelas laterais se pouca gente entra na área adversária?
Para piorar a situação do time carioca, o goiano, que tinha como prioridade máxima se defender, conseguiu um gol logo aos 13 minutos por intermédio de Pituca, aproveitando saída em falso de Felipe. Ao contrário do que se imaginava, com a vantagem o Atlético-GO não se entrincheirou, pelo contrário, passou a marcar a saída de bola do Flamengo. Mas isso não durou muito tempo e o que era óbvio prevaleceu: o Dragão poupou fogo nas ventas e ficou esperando o melhor momento para dar o bote. E ele viria!
A falta de imaginação no meio de campo flamenguista fez sua torcida ver o evidente: como Ronaldinho, que assistia à partida de camarote, faz falta! E o também suspenso Renato, com seus potentes chutes de fora da área. Thiago Neves e Bottineli erravam muito e, por incrível que possa parecer, Willians é quem distribuía melhor as bolas no meio de campo, o que não significava que conseguisse grandes coisas.
Diante deste panorama, as bolas alçadas para a área sem qualquer eficiência se sucederam. Percebendo o Flamengo atordoado, o Atlético-GO dava suas estocadas de vez em quando e dificultava a vida dos zagueiros adversários, nada menos do que sete: dois laterais, três zagueiros e dois volantes. E no meio de todos eles, Juninho penetrou na área, aos 37, e marcou o segundo gol da equipe goiana.
Deivid perdeu a melhor chance para a equipe da casa logo depois, mas foi só. Mesmo jogando em casa, o Flamengo pouco ameaçou o gol adversário. Isso era previsível com a escalação que Vanderlei Luxemburgo pôs em campo, o que não era de se desconfiar é que com tantos defensores o time carioca saísse do primeiro tempo perdendo por 2 a 0.  Mas foi o que aconteceu.
gol  flamengo x atlético-go (Foto: Alexandre Cassiano/Globo)Jogadores do Atlético-GO comemoram um dos gols sobre o Flamengo (Foto: Alexandre Cassiano/Globo)
Luxa tenta acertar o time, mas Felipe volta a falhar
Luxemburgo tentou corrigir seu erro tirando Alex Silva e colocando o atacante Jael para a etapa final e ficou claro logo de cara que o Flamengo tentaria sua reação com ataques aéreos contra o
Dragão. E também ficou evidente que o Atlético-GO só agrediria o adversário em situações muito favoráveis. E numa delas conseguiu um escanteio e, da mesma forma que abriu o marcador, fez o terceiro com Anselmo, em nova falha de Felipe.
A partir daí, os erros de passe, que já eram marca registrada do time carioca no jogo, se intensificaram. O nervosismo tomou conta do Flamengo, das arquibancadas ao gramado, passando pela beira do campo, onde Luxa se irritava a cada passe desperdiçado por sua equipe.
O técnico do time da casa ainda pôs Diego Maurício no lugar de Deivid e Fierro, no de Airton, o que resultou em quase nada. Do outro lado, o estreante Hélio dos Anjos, ex-goleiro do Flamengo, orientava seu time para continuar puxando contra-ataques rápidos com Juninho e Anselmo, e, com exceção de uma bola na trave de Diego Maurício com quase meia hora de segundo tempo, o Atlético-GO parecia mais perto do quarto gol do que o adversário do primeiro.
E foi o que aconteceu. Anselmo fez grande jogada e deu de bandeja para Diogo Campos marcar. Boa parte da torcida do Flamengo, que já gritava "olé", aplaudiu o gol do adversário. Jael, com raça, ainda fez o de honra, embora esta seja uma qualificação que nenhum flamenguista daria para esse gol, afinal de contas viu seu time perder de 4 a 1 para uma equipe que nunca havia vencido um carioca no Rio de Janeiro.

Dedé: 'Sempre quero procurar ajudar a equipe'


Dedé foi outro que comemorou o gol e o resultado. 

- Sempre quero procurar ajudar a equipe. Estamos de parabéns, mostramos mais uma vez personalidade fora de casa - afirmou o zagueiro, que marcou seu sétimo gol na temporada. 

Depois da vitória, o Vasco volta a entrar em campo no próximo domingo, às 18h (de Brasília), no clássico contra o Fluminense, no Engenhão. 

Fonte: GloboEsporte.com

TREM-BALA ATROPELA O AVAÍ NA RESSACADA: 2 A 0

A atuação nem de longe relembrou aquela que deu a classificação para a final da Copa do Brasil. Mas, apesar de não ter brilhado, o Vasco fez o suficiente para vencer novamente o Avaí na Ressacada e encostar ainda mais nos líderes, consolidando de vez a briga pelo título do Campeonato Brasileiro, único objetivo do clube já que já está com vaga garantida na Libertadores. Com gols de Diego Souza e Dedé, o Gigante da Colina repetiu o placar e venceu por 2 a 0.
A derrota foi péssima para o Avaí, que segue firme na zona de rebaixamento. A todo instante a torcida dos donos da casa pedia a saída do técnico Alexandre Gallo, que está em situação delicadíssima. Foi a terceira derrota consecutiva do clube de Florianópolis.
O Vasco, que chegou a 33 pontos, volta a entrar em campo no próximo domingo no clássico contra o Fluminense, às 18h (de Brasília), no Engenhão. Já o Avaí, que permanece com 13 pontos, enfrenta o Coritiba, novamente na Ressacada, às 16h (de Brasília), também no domingo.

O JOGO

Os dois times entraram modificados. O Vasco contava com os retornos de Dedé e Diego Souza, além do retorno de Alecsandro. Já o Avaí veio bem ofensivo com a entrada de Dinélson e apenas com Bruno como homem de marcação no meio-campo. E no início o equilíbrio foi a palavra que marcou o confronto. A jogadapreferida de ambas as equipes eram as escapadas pela direita.
Conhecedor da ofensividade do lateral-esquerdo Julinho, ex-jogador do clube, o técnico Alexandre Gallo forçava as jogadas pelo setor com dois objetivos: impedir o avanço do vascaíno o deixando encurralado e tentar surpreender a defesa. Consequentemente, Fagner era quem mais avançava tentando construi jogadas com o auxílio de Eder Luis, que estava jogando atrás do meio-campo deixando Alecsandro e Diego Souza como uma verdadeira dupla de ataque.
As intenções eram boas, mas não davam resultado. O Avaí esbarrava na falta de qualidade e na pressão da torcida, que está ávida por bons resultados para que o clube deixe a zona de rebaixamento. Já o Vasco passou a afunilar as jogadas pelo meio. Alecsandro até que se esforçava, mas não conseguia dar continuidade e acabava parando na marcação. Os lances de perigo foram isolados. Uma bobeada da zaga vascaína com Fernando Prass fez com que a bola sobrasse limpa para Cleverson. Mas Dedé se recuperou e salvou. Jumar também quase surpreendeu em chute de longe.
O primeiro tempo caminhava a passos largos para um 0 a 0. Mas foi só o Vasco se arrumar e passar a voltar a jogar pelas pontas que acabou abrindo o placar. Após belíssimo passe de Fagner, Diego Souza novamente deixou sua marca na Ressacada. Assim como na semifinal, o camisa 10 deu apenas um toque sutil para marcar. O Vasco ainda teve chance de ampliar erm contra-ataque, mas Romulo mostrou porque não é atacante ao chutar para fora uma bola na cara do gol.
O Avaí voltou com duas modificações tentando mudar o panorama da partida. No entanto, todas as vezes que partiu para o ataque foi na base do desespero. Pressionado pela torcida e pela situação na tabela, o time catarinense não conseguia colocar a bola no chão e desenhar as jogadas com calma. Eles até conseguiram levar algum perigo, mas sempre na base do bate e rebate.
Enquanto isso, o Vasco fazia justamente o contrário. Com padrão tático estabelecido e bem treinado por Ricardo Gomes, o time mostrava de sobra a calma que faltava ao Avaí. Na defesa, Dedé e Anderson Martins ganhavam praticamente tudo. No meio, Juninho Pernambucano ditava o ritmo com passes e lançamentos. Na frente, Alecsandro e Eder Luis se esforçavam e, mesmo sem fazer boa partida, tentavam ajudar.
Foi essa calma que ajudou o Vasco a chegar ao seu segundo gol. Em cobrança de escanteio, a defesa do Avaí vacila e a bola sobra limpa para Dedé marcar. Foi seu sétimo gol na temporada, confirmando o grande momento que ele vem vivendo, podendo, inclusive, voltar a ser convocado para a Seleção Brasileira nesta quinta-feira.
Após o gol, o desespero do Avaí aumentou e o Vasco passou a administrar o resultado. Ricardo Gomes lançou Fellipe Bastos no lugar de Juninho Pernambucano para evitar um desgaste maior. Eder Luis também deixou o campo para a entrada de Leandro. Kim também fez sua estreia no lugar de Diego Souza. Os três entraram com disposição, mas o placar já estava sacramentado.

VÍDEO



FICHA TÉCNICA

AVAÍ 0 X 2 VASCO
Local: Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Árbitro: Cléber Welington Abade (SP)
Cartões amarelos: Bruno e Robinho (AVA); Eder Luis e Alecsandro (VAS)
Cartão vermelho: Robinho - 29'/2ºT (AVA)
GOLS: Diego Souza, 26'/1ºT (0-1); Dedé, 21'/2ºT (0-2)
AVAÍ: Felipe, Gustavo Bastos, Bruno e Dirceu; Daniel (Arlan, 21'/2ºT), Pedro Ken, Cleverson, Caíque (Robinho, intervalo), Dinélson (Willian, intervalo) e Pará; Rafael Coelho. Técnico: Alexandre Gallo.
VASCO: Fernando Prass; Fagner, Dedé, Anderson Martins e Julinho; Rômulo, Jumar, Juninho (Fellipe Bastos, 32'/2ºT) e Diego Souza (Kim, 41'/2ºT); Eder Luis (Leandro, 32'/2ºT) e Alecsandro - Técnico: Ricardo Gomes.

TROFÉU NETVASCO 2011


Dê suas notas agora!
Col.JogadorMédiaCol. no anoMédia no ano
Dedé9.26817.6884
Anderson Martins8.73917.3560
Fernando Prass8.30627.1932
Fagner8.125010º6.2798
Diego Souza8.07796.4606
Juninho7.8496*7.5827
Romulo7.755413º6.2045
Jumar7.16306.3567
Julinho6.8243*6.3944
10ºLeandro6.255418º5.5371
11ºEder Luis6.22466.4466
12ºFellipe Bastos5.98916.3866
13ºAlecsandro5.759116º5.9334
14ºKim5.4239*5.4239
* = não classificado (menos de 10 jogos) | Total de votos: 552 | Ranking 2011


Fonte: GloboEsporte.com (texto, vídeo), O Globo online (ficha)

Confira fotos da partida Avaí 0 x 2 Vasco


Julinho

Foto: Marcelo Sadio- Vasco.com.br


Romulo

Foto: Marcelo Sadio- Vasco.com.br


Diego Souza

Foto: Gazeta Press


Diego Souza

Foto: Marcelo Sadio- Vasco.com.br


Diego Souza

Foto: Gazeta Press


Diego Souza

Foto: Marcelo Sadio- Vasco.com.br


Diego Showza comemora

Foto: Gazeta Press


Juninho Pernambucano

Foto: Marcelo Sadio- Vasco.com.br


Dede e Ricardo Gomes

Foto: Marcelo Sadio- Vasco.com.br


Dede e Diego Souza

Foto: Marcelo Sadio- Vasco.com.br


Dede e Julinho

Foto: Marcelo Sadio- Vasco.com.br


Jumar

Foto: Marcelo Sadio- Vasco.com.br


Juninho Pernambucano

Foto: Marcelo Sadio- Vasco.com.br


Alecsandro

Foto: ClicRBS


Dede

Foto: ClicRBS


Dede

Foto: ClicRBS


Fagner

Foto: Gazeta Press
Fonte: Divulgação